Portal do Governo Brasileiro
X

NEGAÇÃO DO USO DO MAR EM PERSPECTIVA: CAPACIDADES CHINESAS E LIÇÕES PARA O BRASIL, por Guilherme Simionato

Acervo digital » Programa de Serviço Voluntário

Postado por Talita de Almeida em 26/07/2017

 

SANTOS, Guilherme Henrique Simionato dos. NEGAÇÃO DO USO DO MAR EM PERSPECTIVA: CAPACIDADES CHINESAS E LIÇÕES PARA O BRASIL. 2016.

Artigo apresentado para o projeto "Coletânea de Artigos", que reúne as publicações de pesquisas realizadas no âmbito da primeira edição do Programa Álvaro Alberto de Indução à Pesquisa sobre Segurança Internacional e Defesa Nacional e da primeira edição do Programa de Serviço Voluntário.

 


 

 

O trabalho se insere na temática acerca da restruturação do perfil das forças armadas brasileiras, como declarado pela Estratégia Nacional de Defesa (2008) e pelo Livro Branco de Defesa Nacional (2012). Ambos ditam a centralidade da negação do mar na grande estratégia do Brasil. O objetivo principal desse trabalho é analisar o desenvolvimento das capacidades militares chinesas relacionadas a essa função e tirar ideias para o Brasil. A China parece adotar uma abordagem interessante no seu perfil de forças: mistura sistemas relativamente simples com sistemas de alta tecnologia, tendo como foco a negação do mar e a negação do acesso ao seu entorno. Como resultado, tem-se cada vez mais um consenso entre os analistas sobre a capacidade do país em negar o uso do mar e a intervenção estrangeira nas suas águas. Dessa forma, o exemplo chinês parece contribuir com o debate acerca dos possíveis desafios a serem enfrentados pelo Brasil no escopo do Atlântico Sul.

 

 

Download do Arquivo

 

Conheça também

 
Conheça nossos eventos: Pandiálogos, Workshops e Seminários
+ eventos
 
Saiba tudo sobre os estudos publicados pelo Instituto e colaboradores
+ saiba tudo
 
Assine a newsletter e receba os conteúdos do Instituto Pandiá
+ assinar